O que é e como é feita a tradução apostilada

O que é e como é feita a tradução apostilada

A tradução apostilada surgiu na década de 1960, na cidade holandesa de Haia e, por isso, recebeu o nome Apostila de Haia. No Brasil, passou a ser utilizada em 2016.

Trata-se de um tratado que une mais de 110 países ao redor do mundo, com o objetivo de agilizar o processo de autenticação e legalização de documentos traduzidos.

Entenda como a tradução apostilada é feita, qual é o papel da tradução juramentada nesse processo e como contratar uma empresa especializada.

Tradução apostilada

A tradução apostilada é emitida para certificar a legalidade de um material traduzido que será apresentado no exterior. Para fazer o apostilamento(apostilar tradução juramentada), é preciso, primeiramente, ter em mãos a tradução juramentada do documento.

Como é feita

O primeiro passo é se certificar de que o país que receberá o material traduzido também compõe o grupo de nações que adotou a Apostila de Haia ou se ficou acordado, entre as partes envolvidas, que a tradução seria apostilada.

Além disso, é preciso fazer a tradução juramentada do documento, o que só pode ser feito por um tradutor público, devidamente registrado na Junta Comercial.

Feita a tradução juramentada dos documentos, é necessário solicitar o apostilamento. Para assegurar que o procedimento será feito de forma adequada, é recomendável contar com o trabalho de uma empresa de tradução especializada.

Quais documentos podem ser apostilados

Alguns documentos que são mais propensos à necessidade do apostilamento envolvem:

  • atos notariais;
  • documentos administrativos;
  • documentos emitidos por uma autoridade ou agente público vinculados ao Estado, o que inclui conteúdos advindos do Ministério Público, de oficial de justiça ou de escrivão judiciário;
  • documentos de natureza privada que contenham declarações oficiais, tais como aqueles que comprovem a existência ou o registro de um documento em determinada data, além de reconhecimento de assinaturas.

Importante: há, também, os documentos que não podem passar pelo apostilamento. São eles:

  • documentos administrativos que possuam relação direta com operações aduaneiras ou comerciais;
  • documentos emitidos por agentes consulares ou diplomáticos;
  • documentos que forem apresentados em países que não aderiram à Apostila de Haia.

Importância da tradução juramentada

A tradução apostilada foi adotada, pelo Brasil, para facilitar a legalização de documentos traduzidos, porém não dispensa a necessidade da tradução juramentada.

Para realizar o apostilamento de um documento, é preciso se atentar às regras de cada instituição. Algumas solicitam que o documento seja apostilado antes da tradução, outras exigem que o material já tenha passado pela tradução juramentada para só então ser apostilado. 

Ou seja, a tradução juramentada é fundamental para o apostilamento, e é preciso estar atento ao que cada instituição normatiza na hora de fazer o apostilamento.

Como contratar um tradutor juramentado

A forma mais segura de contratar um tradutor juramentado para tradução apostilada é por meio de uma empresa de tradução especializada. Conte com uma equipe de profissionais capacitados e registrados na Junta Comercial.

Para ter a certeza de que você tem à disposição os melhores profissionais do mercado, conheça a One Translations, uma empresa de traduções que realiza tanto a tradução juramentada quanto a tradução apostilada.

A One Translations trabalha com diferentes tipos de tradução e respeita os prazos estipulados com o cliente, entregando traduções compatíveis com as necessidades de cada caso.

Veja como contratar os serviços da One Translations para tradução apostilada aqui, no site. 

Venha conhecer o serviço de tradução Juramentada

About The Author

A One Translations oferece uma gama de serviços com profissionais treinados em todos os idiomas. Somos a melhor empresa de tradução juramentada do mercado.